Jamboree 2019: cuidar da casa comum foi o tema do acampamento mundial de escuteiros

Mais de 40 mil jovens de 150 países, dos quais 800 de Portugal, participaram no 24.º Jamboree entre dia 22 de julho e 2 de agosto, na Virgínia Ocidental, nos Estados Unidos da América.

De 4 em 4 anos realiza-se o Jamboree Mundial, Acampamento Mundial de Escuteiros que reúne jovens escuteiros de todo o mundo, com idades compreendidas entre os 14 e os 17 anos, numa grande festa de amizade, partilha e escutismo.

Este ano, a Federação Escutista Portuguesa, que reúne o CNE, a Associação de Escoteiros de Portugal e a Associação de Guias de Portugal, participou no 24.º Jamboree Mundial com o maior contingente português alguma vez inscrito. Entre os 800 participantes estavam incluídos 20 escuteiros do Agrupamento 79 Prazeres. O Agrupamento, que tem sede nos Salesianos de Lisboa, participou com 13 escuteiros, com idades entre os 14 e os 17, seis caminheiros e um dirigente, estes últimos todos maiores de 18 anos. A aventura destes 20 elementos começou há já quatro anos, após a chegada de quatro elementos que participaram no 23.º Jamboree Mundial, realizado no Japão. A experiência de 2015 no Japão foi tão intensa que era necessário dá-la a conhecer a outros.

Um Jamboree Mundial é muito mais do que um acampamento de escuteiros, é um encontro constante de amizade, de partilha e de conhecimento entre culturas de todo o mundo, sempre ligadas pelo ideal da Promessa Escutista, que nas palavras de BP se resume em “deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrámos”.

O dia no campo BRAVO, o nosso campo, começava bem cedo, antes das 6 horas, pois o supermercado abria às 5 horas! O grupo escalado para as compras ia buscar o farnel para o pequeno-almoço e a “ração de combate” para o almoço e lanche. As atividades iniciavam-se às 8h00 e terminavam às 17h00, altura de regressar a campo para descansar, tomar banho e preparar o jantar.

Num Jamboree existem atividades para todos os gostos, desde do rappel, o slide, a escalada, a canoagem, as caminhadas e ateliers sobre mil e uma atividades e temáticas, até outras que só mesmo um Jamboree pode oferecer. O dia internacional da cultura, as tendas dos países participantes, o skate, o BTT, o arborismo, o stand up paddle, o tiro, as corridas de obstáculos terrestes e aquáticos, a visita à ilha de Brownsea, o rafting, o mergulho, etc. Até mesmo a experiência de viver numa aldeia de há 200 anos atrás.

É um sem fim de oportunidades para viver ao máximo a Promessa Escutista: tão depressa estamos a fazer canoagem com uma pessoa do Bangladesh, como a seguir conversamos com alguém de Itália, e fazemos a próxima atividade com alguém do Japão…!

E todos eles nos cumprimentam e se despedem com um sorriso no rosto, porque “o escuta é amigo e irmão de todos os outros escutas”.

O primeiro Jamboree realizou-se em 1920, em Inglaterra no Cristal Palace e foi nessa ocasião que todos os escuteiros presentes invocaram Lord Robert Stephenson Smith Baden-Powell of Gilwell como sendo o Chefe Mundial de todos os Escuteiros.

A participação de escuteiros portugueses neste tipo de atividades tem sido uma constante ao longo dos anos desde que o escutismo do Corpo Nacional de Escutas (CNE – Escutismo Católico Português) nasceu em Braga a 27 de maio de 1923 pelas mãos do Arcebispo D. Manuel Vieira de Matos e do Dr. Avelino Gonçalves.

Marcações: Escutismo

Imprimir Email